BUSCAR NOTÍCIAS

NOTÍCIAS Enviada em 30/05/2012 às 16:47:23
Estado
Professores vão processar quem usou cheque para desqualificar movimento grevista
O presidente o Sinsepeap, Aroldo Rabelo, disse que cerca de dois mil professores vão acionar a justiça contra pessoas que divulgaram informações na imprensa e cópia de um cheque sem assinatura procedente da Assembleia Legislativa do Amapá destinado ao sindicato.
Segundo Aroldo Rabelo não será o sindicato que moverá a ação e sim os professores que se sentiram ofendidos visto que, publicações deram conta de que o valor seria para financiar a greve. Aroldo que já se pronunciou na mídia afirma que a Assembleia havia feito um convênio com o Sinsepeap nesse valor para custear despesas de um grupo de professores federais que irão à Brasília reivindicar o retorno do Plano Collor. “É interessante que desapareceu o convênio que diz claramente que o valor repassado pela Assembleia só poderia ter a finalidade de financiar essa viagem e que não caberia outra justificativa na prestação de contas. Poderiam ter vazado o convênio junto com o cheque”. Disse ainda que “Isso foi uma forma de denegrir a imagem do sindicato politizando o fato e tentando desarticular o movimento. Os professores estão revoltados”, destacou.
Sobre esse caso o presidente da Assembleia Legislativa do Amapá, Moisés Souza (PSC) vai entrar com uma representação no Ministério Público Estadual para que seja apurado o vazamento do cheque visto que, o documento estava lacrado sob a ordem o Tribunal de Justiça e responsabilidade do MPE.
DECOM/ALAP







Assembleia Legislativa do Estado do Amapá
Departamento de Comunicação Social – DECOM
Fotos: Jaciguara Cruz e Gerson Barbosa
www.al.ap.gov.br - decom@al.ap.gov.br
Contatos: Jornalista Rosiane Almeida - Diretora
Fones: (96) 3212-8311 / 8116-0919

Ver lista completa
Nº do protocolo ou documento:
Número: Ano:
Palavra-chave  
Número: Ano:
Palavra-chave  
VI Legislatura - 2011 / 2015 - III sessão Legislativa
Av. FAB, s/nº Centro - Macapá - Amapá
68906-000 Fax: (96) 3212-8303