Por Emerson Renon
15/11/2018 - 12:49:55

Comissão faz levantamento das dificuldades que Laranjal do Jari enfrenta para fortalecer o turismo na região

05

Otimismo é a palavra que move a expectativa de quem aposta no turismo para fortalecer e desenvolver os municípios do estado. Mesmo que do outro lado da balança pesem a crise econômica e o desemprego. Mas para os integrantes da Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa do Amapá é o melhor caminho para mudar a realidade de algumas cidades, dentre elas Oiapoque, Calçoene, Amapá, Ferreira Gomes, Porto Grande e o Vale do Jari.

Os parlamentares reconhecem a necessidade de governo e prefeitura promoverem um grande esforço para recuperar e revitalizar áreas importantes dentro do polo turístico, como é o caso de Laranjal do Jari, distante 280 quilômetros de Macapá. A preocupação é justificada não só pelos problemas de infraestrutura do município, mas, também, pela possibilidade dos empreendedores desistirem e encerrarem as atividades, podendo trocar o interior pela capital.

"Laranjal tem grande potencial e ganhou destaque por suas riquezas natural e vegetal, além de ser atrativo por ser dono de uma natureza exuberante e tem todas as condições de proporcionar ao visitante o descanso, o lazer, além de opções culturais", ressalta o deputado Pedro DaLua (PSC), presidente da comissão.

Baseado no próprio momento do país e do estado, que os deputados DaLua, Fabrício Furlan (PCdoB), Jory Oeiras (DC) e Augusto Aguiar (MDB) reuniram com o prefeito em exercício de Laranjal do Jari, João Tadeu da Silva. Coube a ele a esclarecer aos parlamentares as dificuldades que a cidade enfrenta para fortalecer o turismo na região.

Segundo ele, o município passa por um momento delicado, que é lutar para manter a Cachoeira de Santo Antônio viva. O lugar, tido como cartão postal do Vale do Jari, não tem mais o volume d'água. A queda está associada à construção da hidrelétrica, que acabou represando a água.

"É muito bom saber que podemos contar com o apoio desta comissão para mantermos nossas riquezas. Acreditamos na determinação desses deputados para juntos encontrarmos a melhor solução para preservar e atrair os turistas para o sul do estado", destacou o prefeito em exercício.

Para o vice-presidente da comissão, deputado Fabrício Furlan, mesmo diante da incerteza, o brasileiro nunca deixa de planejar suas viagens, mas adotará a política ?pés no chão?. É aí que entram as cidades amapaenses. "Os turistas devem optar por destinos próximos e mais econômicos. A localização, uma boa malha viária estruturada, a natureza, fazem destas cidades um diferencial para quem deseja conhecer melhor o estado onde vive", enfatizou.

Os deputados Jory Oeiras e Augusto Aguiar também entendem que o município pode ser um grande atrativo para o turismo, seja para passeio ou mesmo para aqueles que gostam de uma aventura mais radical. "O estado deve ser o maior incentivador para fortalecer o turismo local e assim despertar o interesse do turismo de outros centros do país. Afinal, temos locais maravilhosos e tudo isso em plena floresta amazônica", sustenta Jory Oeiras.

Depois do encontro com o prefeito em exercício, os parlamentares passaram a percorrer os principais pontos turísticos da cidade e também em busca de novos atrativos que possam figurar em um possível corredor turístico que venha a ser criado pelo estado.

"Estamos percorrendo o estado com dois objetivos: o primeiro para ver as condições em que os pontos turísticos se encontram e outros que possam ser trabalhados; e tudo o que for identificado por esta equipe fará parte do nosso relatório, o qual desejamos apresentar ao Parlamento até o fim do ano", pontua Pedro DaLua.


Fotos: Emerson Renon

Facebook Twitter Google+ Email Addthis
DEPUTADOS