Por David Diogo
18/04/2019 - 15:22:50 - atualizado em 14/05/2019 às 15:43:16

Deputada Telma Gurgel defende maior rigor nas fiscalizações de barragens instaladas no Amapá

05

A primeira vice-presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amapá, deputada Telma Gurgel (PRP), cumpriu extensa agenda de visitas às barragens instaladas no interior do estado. O trabalho faz parte da Comissão Permanente de Meio Ambiente (CMA) da Casa, que visitou, inicialmente, os municípios de Serra do Navio, Pedra Branca do Amapari e Porto Grande.


Na Câmara Municipal de Serra do Navio, a parlamentar participou de discussões sobre a situação atual do espaço onde foi extraído minério por empresas multinacionais e alternativas de prevenção para que não ocorra desastre como vem acontecendo em Minas Gerais. ?É um alerta que acendeu aqui no nosso estado e nós, como representantes do povo, não podemos ficar de braços cruzados. Queremos sim ouvir a população e, principalmente, os responsáveis pela extração de minério no nosso estado?, disse Telma Gurgel.


No município de Pedra Branca do Amapari, a deputada visitou a mina de ouro Tucano, da empresa australiana Beadell Resources. Ela viu de perto a estrutura da mina, que usa o modelo de barragem jusante, considerado o mais caro e o mais seguro. "Nesse método, as novas camadas não são construídas com os rejeitos da mineração. Elas são feitas a partir do material usado no dique inicial ou outras matérias-primas alternativas. Como cada alteamento é estruturalmente independente da disposição dos rejeitos, a estabilidade da estrutura aumenta. Além disso, a orientação dos novos blocos segue o mesmo sentido do fluxo de rejeitos", explicou o geólogo Anderson Jastes.


Já em Porto Grande, a primeira vice-presidente da Casa visitou a Hidrelétrica Coaracy Nunes. Na ocasião, foram apresentados os cuidados que a empresa adota para garantir segurança máxima e como está estruturada a barragem da usina. ?Barragem de hidrelétrica é uma concepção totalmente diferente das de rejeitos. Mesmo assim, temos o trabalho de segurança intenso, sempre averiguando as máquinas, a própria estrutura da barragem, dentre outros equipamentos, para evitar problemas?, disse o representante da empresa, Raphael Tizzo.


Telma Gurgel ressalta a importância do parlamento estar presente nas discussões e fiscalizações dessas barragens. "Esta comissão está preocupada com a situação crítica que passa algumas barragens instaladas no nosso estado. Precisamos buscar soluções para evitar problemas, todos juntos, bancadas estadual e federal, governos municipais, Estadual e Federal, por meio de seus órgãos competentes, como o Instituto de Meio Ambiente e de Ordenamento Territorial, Defesa Civil, secretarias de Meio Ambiente, Instituto Brasileiro e dos Recursos Naturais Renováveis, e a Promotoria do Meio Ambiente, do Ministério Público do Estado", pondera.


A parlamentar agradece o apoio e a autonomia dada à Comissão de Meio Ambiente pelo presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amapá, deputado Kaká Barbosa (PR), e destaca alternativas para que o estado se desenvolva economicamente. "O Amapá, por ser a unidade da federação mais preservada, deveria ganhar um bônus do Governo Federal para a extração de riquezas minerais. Nos meus encaminhamentos, agora com a conclusão dessa primeira etapa do trabalho, irei propor à bancada federal para que trabalhem uma proposição que garanta isso ao nosso estado. O Parlamento estadual não medirá esforços para dar sua contribuição quanto a isso e não tenho dúvida de que agora, com o senador Davi Alcolumbre na presidência do Senado e a ajuda dos nossos colegas deputados federais, teremos melhorias significativas para o desenvolvimento econômico consciente e sustentável do Amapá", finaliza.


Fotos: Iranilson Soeiro

Facebook Twitter Google+ Email Addthis
DEPUTADOS