Por Emerson Renon
02/05/2019 - 19:00:22 - atualizado em 02/05/2019 às 22:11:52

Deputada Cristina Almeida volta a questionar o seguro pago pelos condutores franceses para transitarem no Amapá

06

A presidente da Comissão de Relações Exteriores da Assembleia Legislativa do Estado do Amapá, deputada Cristina Almeida (PSB), que integrou a comitiva do judiciário, coordenada pelo presidente da TJAP, desembargador João Guilherme Lages, voltou a falar aos seis vices-prefeitos de Saint-Georges, sobre o seguro que ainda não é pago pelo motorista francês, mas que circulam em território brasileiro. A preocupação da parlamentar é que em caso de acidentes, o seguro que o condutor paga as autoridades francesas não tem validade no Brasil.

"Os nossos condutores estão cobertos para esse tipo de imprevisto, uma vez que para transitarem na Guiana Francesa é pago um seguro no valor de 175 euros; mas por outro lado, os estrangeiros transitam no Amapá sem esta cobertura", exemplificou a deputada, que lembrou que em 2018 mais de 16 mil veículos franceses transitaram nas cidadães amapaenses, enquanto que apenas 20 carros brasileiros cruzaram a fronteira.

O assunto foi debatido no encontro ocorrido na tarde desta quinta-feira (02/5/2019), na Prefeitura de Saint-Georges. Os vices-prefeitos, eleitos pelo voto, tem a mesma função que um secretário e são lotados em pasta. A prefeita de Oiapoque, Maria Holanda (PSDB), também participou do encontro.

Foi tratado, também, a questão do encontro Transfronteiriço, previsto para o segundo semestre de 2019. A iniciativa é alinhar as questões que possam ser debatidas no evento para que Brasil e França fechem acordos para a prestação de serviços na região de fronteira, uma vez que por conta da abertura da ponte binacional, o fluxo de brasileiros e franceses aumentou.

Para Cristina Almeida a integração entre as duas cidades e fundamental para uma boa relação comercial onde Oiapoque e Saint-Georges possam ser beneficiados com compra e venda de mercadorias, e consequentemente, impulsionar a economia das cidades-gêmeas.

De acordo com os vices-prefeitos, hoje a população de Saint-Georges é formada por mais de 50% de brasileiros. E, também, defenderam a relação harmoniosa entre as duas cidades. "Temos alguns problemas por conta desta aproximação, mas nada que não possa ser resolvido e já conseguimos desenvolver ações em parceria com a Prefeitura de Oiapoque e deixamos de fazer outras é porque esbarramos na questão da documentação", contou Eddy Caman, sexto vice-prefeito, que cuida da pasta de cooperação.

Manhã - pela manhã, a deputada Cristina Almeida participou da reunião preparatória para o Encontro Transfronteiriço, previsto para o segundo semestre de 2019.

O encontro acontece na Câmara de Vereadores de Oiapoque e contou ainda com a presença do presidente do Tribunal de Justiça do Amapá, desembargador João Guilherme Lages, o Capitão dos Portos da Capitania do Amapá, Fernando César da Silva, é representantes dos poderes Legislativo e Executivo do município.

Em seguida, a representante da Casa de Leis do Estado também compôs a Mesa dos Trabalhos para debater os assuntos que devem ser incluso na pauta da audiência pública, que será realizada amanhã, (3) na sede do legislativo de Oiapoque.

Fotos: Emerson Renon

Facebook Twitter Google+ Email Addthis
DEPUTADOS