Por Gerson Barbosa
24/05/2019 - 16:15:41 - atualizado em 27/05/2019 às 17:01:14

Frente Parlamentar pela Prevenção da Violência contra Mulher cumpre agenda de trabalho em Oiapoque

Sem título-2

As deputadas estaduais Cristina Almeida (PSB), Edna Auzier (PSD), Aldilene Souza (PPL) e Telma Nery (PSDB), da Frente Parlamentar pela Prevenção da Violência contra a Mulher e Redução do Feminicídio no Amapá, juntamente com o deputado estadual Jory Oeiras (DC), estão em Oiapoque cumprindo uma extensa agenda de trabalho. O município, que fica no extremo norte do estado, completou nesta quinta-feira (23/5/2019) 74 anos de fundação.

Pela manhã, os parlamentares participaram do início da programação de aniversário da cidade, com o hasteamento das bandeiras de Oiapoque, Amapá e Brasil. À noite, juntamente com a população e autoridades do município, participaram dos parabéns e corte do bolo. ?A Frente percorrerá todos os municípios do estado em busca de parcerias com as instituições públicas; e nada melhor do que iniciarmos daqui, do extremo norte do estado, e justamente no dia em que o município completa 74 anos de fundação?, afirmou a coordenadora da Frente, deputada Cristina Almeida.

Nesta sexta-feira (24), os parlamentares representam a Assembleia Legislativa do Estado do Amapá no lançamento da campanha Educar para Combater o Feminicídio. A ação é idealizada pela Prefeitura de Oiapoque e faz parte da programação de aniversário do município. ?Nossa vinda a Oiapoque se faz necessária, porque aqui é o quarto maior município do estado e o índice de violência contra a mulher não é diferente dos demais do Amapá. A população feminina pode contar com o nosso apoio?, garantiu a vice coordenadora da Frente Parlamentar, deputada Edna Auzier.

Cristina Almeida informou que o trabalho será intenso e só está sendo possível graças ao total apoio do presidente da Casa de Leis, deputado Kaká Barbosa (PR). ?Nosso presidente está nos dando todo o suporte necessário para a concretização das atividades. Um deles é o espaço para que a Frente Parlamentar possa atender as demandas que venham a surgir. Também firmaremos um Termo de Cooperação com entidades que prestam atendimentos com psicológicos e assistentes sociais. Tudo isso para dizer às mulheres do nosso estado que elas não estão sozinhas. Pelo contrário, estão muito bem representadas no parlamento estadual?, reforçou.

Foto Gerson Barbosa

Facebook Twitter Google+ Email Addthis
DEPUTADOS