Por Emerson Renon
16/08/2019 - 19:36:49 - atualizado em 22/08/2019 às 15:20:18

Deputadas da Frente Parlamentar da Mulher buscam soluções, em Brasília, para atender as reivindicações das trabalhadores rurais

04

Brasília (DF) - As deputadas Edna Auzier (PSD) e Aldilene Souza (PPL), que compõem Frente Parlamentar pela Prevenção da Violência Contra a Mulher e Redução do Feminicídio da Assembleia Legislativa, entregaram ao primeiro suplente de senador Josiel Alcolumbre, que é irmão do presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM/AP), o documento com as propostas que englobam as reivindicações das trabalhadores rurais amapaenses com temas divididos em subitens, que incluem, entre eles saúde, educação, terra, previdência social, entre outros.

O documento, assinado pelas deputadas Cristina Almeida (PSB), Edna Auzier e Aldilene Souza, foi elaborado com base nas proposituras apresentadas pelas próprias ruralistas. Após receber o texto, Josiel Alcolumbre debateu alguns pontos, durante o encontro realizado em uma das salas da presidência do Senado Federal. A discussão serviu para pontuar os itens considerados essenciais neste primeiro momento. Após o alinhamento, o documento será encaminhado ao presidente do Senado.

?São muitas as solicitações, e nada mais justo, mas precisamos determinar o que é mais emergencial e que possam ser trabalhadas para que as ruralistas tenham condições de desenvolverem suas atividades no campo com qualidade, seja no plantio, na colheita, ou mesmo na assistência de saúde, educação e tecnologia?, enfatizou Josiel.

?Isso é um debate certamente muito aguardado pelas trabalhadoras rurais amapaenses. Elas lutam diariamente, mesmo sem os recursos necessários para viabilizarem as soluções para os problemas que são monstruosos nos assentamentos. O estado tem apenas 16 municípios, mas com várias realidades e peculiaridades distintas, os governos e os prefeitos devem ter um olhar diferenciado para essas regiões, e por conta dessas vertentes, estamos recorrendo ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre, aos demais senadores, e também aos deputados federais para juntos buscarmos as soluções", destacou Edna Auzier.

?E eu não tenho dúvida que junto com a bancada federal conseguiremos construir um texto que vai contemplar os anseios das trabalhadoras rurais, até porque, com quem nós já conversamos demonstraram ter a consciência da importância encontramos as alternativas ideais para que elas possam ter um ambiente melhor, seja para o trabalho ou mesmo para a educação e saúde de todos que vivem no campo?, enfatizou Aldilene Souza.

Após entregar o documento, as parlamentares acreditam ter convicção de que irão conseguir avançar em temas importantes da proposta apresentada. ?A questão das trabalhadoras rurais é um tema que, se não hoje, amanhã, vai precisar ser tratado por todos de uma forma diferenciada", resumiu a deputada Cristina Almeida (PSB).


Emendas


05As deputadas da Frente Parlamentar, também, estiveram reunidas com o deputado federal Camilo Capiberibe (PSB). Assim como foi feito com o presidente do Congresso Nacional, as parlamentares entregaram o documento com as reivindicações das ruralistas. Além disso, a bancada da Frente solicitou parlamentar uma emenda no valor de R$ 600 mil para o funcionamento da Casa Abrigo Fátima Dinz (CAFD). O recurso será destinado para a aquisição de móveis e equipamentos. A justificativa é que os existentes foram adquiridos por meio de doação e estão bem deteriorados. 

Camilo Capiberibe ao receber o documento acenou positivamente as deputadas Cristina Almeida, Edna Auzier e Aldilene Souza na alocação recursos de emenda ao orçamento para a Casa Abrigo. ?Recebi a demanda da Frente Parlamentar e assumo o compromisso de conseguir o recurso para a Casa Abrigo Fatima Diniz, que foi implantada pela então deputada estadual Janete Capiberibe na gestão do ex-governador João Capiberibe?, assegurou. 

A CAFD é um espaço de acolhida provisória, em caráter sigiloso, destinado ao atendimento de mulheres e seus filhos de até 12 anos de idade, que se encontram em situação de violência doméstica e familiar, com risco de morte. Os serviços prestados vão de atendimentos psicosociopedagógico até a garantia de direitos.

Fotos: Emerson Renon

Facebook Twitter Google+ Email Addthis
DEPUTADOS