Por Eloisy Santos
28/08/2019 - 17:30:11 - atualizado em 28/08/2019 às 17:30:38

Amapá é apresentado como case de sucesso em Seminário Nacional sobre Autismo

06

O Amapá, suas legislações políticas públicas para pessoas com o Transtorno do Espectro Autista (TEA), foram apresentados como case de sucesso durante o IV Seminário Nacional Sobre Autismo, realizado pelo Movimento Orgulho Autista Brasil (Moab), em Brasília, nos dias 28 e 29 de agosto, com o tema ?A invisibilidade do autismo adulto severo?.

A deputada estadual Marilia Góes (PDT) foi quem representou o estado e suas legislações, que estão à frente de muitas outras unidades da federação, no que se refere à garantia de direitos para a pessoa com autismo.

A parlamentar apresentou direitos como a isenção da taxa do IPVA para pessoas com necessidades especiais, autistas e doentes renais; redução de carga horária para servidores públicos estaduais com o transtorno ou que sejam responsáveis legais de pessoas autistas; benefício de meia-entrada a eventos culturais, de lazer e esportivos; o Sistema de Cadastro de Pessoas com TEA e a Carteira de Identificação do Autista; placas educativas e inserção do símbolo do autismo nas placas de atendimento prioritário; sessões de cinema inclusivas e adaptadas; dentre outras.

Para Marilia Góes, a garantia desses direitos, construídos a partir do diálogo com famílias e entidades ligadas ao segmento, é o caminho para um Amapá cada vez mais inclusivo e com mais respeito à neurodiversidade do transtorno.

?O autismo é uma causa pela qual eu luto e atuo. É dever de todo agente público escutar, propor, construir e efetivar políticas públicas para uma sociedade mais justa e igual para todos. A pessoa com o transtorno precisa ser olhada com compromisso e respeito, pois para ter qualidade de vida, é preciso acessar direitos. O Amapá está no caminho certo, mas precisamos continuar trabalhando para avançar?, concluiu a parlamentar.

Participam do seminário pessoas com o transtorno, pais, especialistas, agentes públicos, dentre outros.

Transtorno do Espectro Autista (TEA)

O TEA um distúrbio de desenvolvimento que, segundo a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), afeta 1 a cada 160 nascidos no mundo. No Amapá, conforme dados da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), são estimadas 28 mil crianças e adultos com o transtorno.


Fotos: Asom Gab. Marilia Góes

Facebook Twitter Google+ Email Addthis
DEPUTADOS