Por Emerson Renon
25/09/2019 - 09:40:56 - atualizado em 27/09/2019 às 09:20:40

Frente Parlamentar do Primeiro Emprego qualifica mão de obra para atender demanda do mercado de trabalho

12

De olho no competitivo mercado de trabalho, centenas de pessoas buscaram conhecimento em onze cursos ofertados pela Frente Parlamentar de Incentivo a Capacitação, Primeiro Emprego e Economia Solidária (FPICE) da Assembleia Legislativa, em parceria com a Secretaria Estadual do Trabalho e Empreendedorismo (Sete). 400 inscrições realizadas e distribuídas em 22 turmas. Um investimento com um leque de opções para quem busca conhecimento e disputar em condições de igualdade por uma oportunidade de emprego.

?A Frente Parlamentar foi criada com esse objetivo de capacitar as pessoas para que tenham condições de acessar o mercado de trabalho ou mesmo abrir o seu próprio negócio. Elas precisam de incentivos e a parceria entre o legislativo e o governo foi fundamental para que tivéssemos, hoje, esse resultado com quase quatrocentas pessoas qualificadas e em condições de trabalhar ou mesmo, se preferir, abrir o seu próprio negócio?, destacou a vice-coordenadora da FPICE, deputada Aldilene Souza (PPL).

O Teatro das Bacabeiras foi o palco escolhido para a entrega dos certificados. 386 pessoas receberam, nas mais diversas áreas. Os cursos foram nas áreas de artesanato em potes de vidro, pinturas em tecidos, produção de biscoitos, flores de papel, artigos pet, bolsas com aproveitamento de caixas de leite, entre outros. ?Ofertamos cursos rápidos, práticos e com baixo custo?, salientou a coordenadora da Frente, deputada Luciana Gurgel (PL).

A Frente acredita que o investimento terá impacto, principalmente, na capital com a inclusão dessas pessoas no mercado de trabalho, ou até mesmo com a abertura de empreendimentos. ?O primeiro passo é a capacitação. Quando os empresários necessitarem de mão de obra qualificada eles terão essa disponibilidade e as pessoas poderão disputar uma vaga, então, nós iremos sempre procurar cursos voltados para essa necessidade dos empresários e também cursos que a própria pessoa tenha condições, caso opte, em abrir o seu próprio negócio e queira ser uma empreendedora?, enfatizou a coordenadora da Frente, deputada Luciana Gurgel (PL).

Para a coordenadora da Casa do Trabalhador, Maria Vilma Mendonça, a iniciativa da FPICE teve um alcance além do esperado. ?O que é bom a gente tem que elogiar, quando a deputada Luciana Gurgel, juntamente com os demais parlamentares integrantes da Frente propuseram a realização desses cursos, não tinham a dimensão da importância dessas oficinas para o público, as pessoas necessitam muito disso. São ferramentas importantes para os que buscaram qualificação?, salientou.

Para o governador em exercício, Jaime Nunes, é importante a orientação básica para o primeiro emprego e inserir as pessoas no mercado de trabalho. ?Elas necessitam de conhecimento para ser inseridas no mercado de trabalho, é importante chamar as pessoas, orientar, capacitar e preparar cada uma delas para a realidade de mercado; o mais importante hoje é você gerar emprego, gerar renda e fazer com que elas possam disputar por uma vaga de emprego ou ter o seu próprio negócio; esse é o grande momento da gente fortalecer o empreendedorismo e capacitar essas pessoas e prepara-las para o futuro?, discursou.


Fotos: Gerson Barbosa

Facebook Twitter Google+ Email Addthis
DEPUTADOS