Por Emerson Renon
19/03/2020 - 13:56:03 - atualizado em 19/03/2020 às 18:07:36

Comissão busca alternativas para conter a infecção e propagação do coronavírus no Amapá

01

O primeiro encontro dos membros da Comissão Representativa da Assembleia Legislativa no Combate ao Coronavírus foi marcado por definições. A primeira delas foi solicitar ao Governo do Estado a participação dos cinco parlamentares ao Comitê de acompanhamento da situação de emergência da Covid-19. ?Esta comissão irá atuar 24h e vai participar dos debates e das medidas que deverão ser tomadas para conter o avanço do coronavírus?, destacou o deputado Paulo Lemos (Psol).

A reunião foi realizada no fim da manhã desta quarta-feira (18/3/2020), na Casa de Leis. A comissão, formada pelos deputados Paulo Lemos, Charly Jhone (PL), Jesus Pontes (PTC), Jack JK (Cidadania) e Jory Oeiras (DC), está entre as medidas adotadas pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Kaká Barbosa (PL), para desacelerar a infecção e a propagação do coronavírus no Estado. Outra decisão tomada foi a de paralisar as atividades do parlamento por 15.

Além de compor o comitê, os membros da comissão pretendem encontrar outros meios que o legislativo possa contribuir no combater ao coronavírus. Uma delas é por meio de Termos de Auxílio. ?Já solicitamos à Procuradoria da Casa para avaliar esta possibilidade, as condições em que ele pode acontecer e como o recurso poderá ser emprego no combate ao vírus?, revelou Paulo Lemos.

Mesmo com todas as precauções que estão sendo tomadas pelo Executivo estadual, municipal, Legislativo e Judiciário, os legisladores não escondem a preocupação de uma propagação da Covid-19 e por conta disso, já adiantaram que irão recorrer ao presidente do Senado Federal e do Congresso Nacional, senador David Alcolumbre (DEM/AP). Na pauta dois pontos considerados estratégicos no combate ao coronavírus. O primeiro deles é quanto à viabilidade de liberar o Hospital Universitário para o atendimento de pacientes e de pessoas com suspeitas da Covit-19.

Segundo Paulo Lemos a infecção avança em escala exponencial. De acordo com o último boletim divulgado pela Prefeitura de Macapá, há 50 casos suspeitos. Desses, 42 estão sendo monitorados pelo Município. Os demais pelo Ministério da Saúde. Um aumento de 400%, uma vez que na terça-feira (17) eram apenas oito casos suspeitos monitorados pelo município. Os números mais que justificam a preocupação dos membros da Comissão Representativa da Assembleia Legislativa.

?Não temos informações de casos confirmados ou que alguém esteja internado em uma Unidade de Tratamento Intensiva (UTI) por conta do coronavírus ou com os sintomas. Mas, infelizmente, diante da última atualização, possa ser que isso aconteça e se acontecer devemos está devidamente preparados, e acredito que será necessário disponibilizar o Hospital Universitário com as respectivas máquinas que há na unidade além de outras que possam ser instaladas para atender aos pacientes infectados pelo coronavírus?, salientou.

Outro tremor dos parlamentares é quanto à demora por parte do governo federal em fechar a fronteira entre o Brasil (Oiapoque) com a França (Saint-Georges - Guiana Francesa). ?Temos a informação que o presidente francês, Emmanuel Macron, mandou fechar do lado deles, precisamos tomar a mesma atitude fechar do nosso, também, e vamos sim solicitar ao presidente do Senador, senador Davi Alcolumbre, para consiga junto ao presidente Jair Bolsonaro fechar a fronteira, uma vez que a Guiana há seis casos de pessoas infectadas pela Covid-19?, disse Paulo Lemos.

Programação ? A partir de segunda-feira (22/3/2020), a Rádio Assembleia (93,9FM) e a TV Assembleia (57,2) estarão com suas programações direcionadas a esclarecimentos sobre o coronavírus com campanhas, informativos e entrevistas com especialistas para deixar o cidadão mais bem informado de como se prevenir do coronavírus.

Fotos: Kitt Nascimento

Facebook Twitter Google+ Email Addthis
DEPUTADOS