Por Ascom Gab. Dep. Cristina Almeida
30/03/2020 - 13:21:11 - atualizado em 30/03/2020 às 13:21:47

Frente parlamentar aprova requerimentos para o acolhimento e atendimento de mulheres e idosos em situação de vulnerabilidade

04

Considerando o momento atual por conta da pandemia da covid-19, o Amapá e os demais estados brasileiros se encontram em situação emergencial. Diante disso, a Frente Parlamentar pela Prevenção da Violência contra a Mulher e Redução do Feminicídio no Estado do Amapá aprovou na sessão virtual de sexta-feira (27/3/2020) requerimentos importantes no contexto do trabalho desenvolvido desde a sua criação, em 2018. Dentre os requerimentos aprovados, destacam-se:

A inclusão no pacote social, anunciado pelo GEA para o enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, da Casa de Abrigo Fátima Diniz (CAFD) e do Abrigo São José para o atendimento, respectivamente, das mulheres e seus filhos que se encontram em situação de risco em função da pandemia e da violência doméstica e familiar com risco de morte; e dos idosos em situação de vulnerabilidade.

Adequações no pacote de medidas anunciado pelo GEA, para amenizar os impactos socioeconômicos causados pelas ações necessárias à prevenção ao novo coronavírus (Covid-19), com base nas recomendações da ONU Mulheres, divulgadas no dia 17 de fevereiro, tendo como orientação a igualdade de gênero como resposta à pandemia, com prioridade para famílias nas quais as mulheres tenham sido vítimas de violência doméstica, sejam domésticas e/ou autônomas.

A coordenadora da frente parlamentar, deputada Cristina Almeida (PSB) justificou os requerimentos e os esforços pela urgência de suas aprovações "em função do risco iminente de violência ao qual mulheres e seus dependentes estão expostos num momento em que a expansão do coronavírus caminha para atingir o ápice de sua incidência no Amapá, do mesmo modo que os idosos amparados pelo abrigo São José, que compõem o principal grupo de risco e precisam ser protegidos do perigo de contágio. O passo seguinte consiste em aguardarmos pela autorização do governador", concluiu Cristina

Foto: Ascom Gab. Dep. Cristina Almeida

Facebook Twitter Google+ Email Addthis
DEPUTADOS