Por Emerson Renon
23/04/2020 - 12:34:31 - atualizado em 30/04/2020 às 16:26:20

Centro de Atendimento Clínico Covid-19 é apresentado a parlamentares

05

As deputadas Aldilene Souza (PPL), Cristina Almeida (PSB), Edna Auzier (PSD) e Luciana Gurgel (PL), participaram da inspeção ao Centro de Atendimento Clínico Covid-19 II, montado no prédio para funcionar a Maternidade Bem Nascer, na zona norte da capital. A unidade faz parte dos centros construídos na capital para dar suporte ao sistema de Saúde no atendimento aos pacientes contaminados pelo coronavírus.

A deputada Edna Auzier, vice-presidente da comissão que acompanha à situação orçamentária e financeira, além das Medidas relacionadas à emergência de Saúde pública de importância internacional relacionada ao novo coronavírus, no seu discurso, fez questão de ressaltar a disponibilidade da Assembleia Legislativa. "Estamos à disposição 24h para colaborar com o governo para o controle da pandemia", disse a legisladora.

A parlamentar, também, demonstrou a insatisfação com o tratamento que o governo tem dado à Casa de Leis. "Deixamos claro que a nossa participação não é para tumultuar ou mesmo retardar o andamento das ações do estado, mas para colaborar tanto no planejamento como na execução das ações, conforme regulamenta a lei em situação de pandemia; o que estranhamos é o fato do estado não acionar o legislativo na construção dessas medidas para o combate à Covid-19", disse a deputada.

A estrutura apresentada pelo governo é uma antiga reivindicação da deputada Cristina Almeida para a abertura do espaço, por saber que ele estava quase 100% pronto para atender as parturientes. Segundo ela, o local oferece condições para ser usado no tratamento de pacientes infectados. "O centro está pronto, como já era o esperado porque conheço a Maternidade Zona norte", disse a legisladora. "Mas ainda não é o suficiente para atender nossa demanda, continuamos lutando pela urgência na implantação do Hospital de Campanha", alertou.

A unidade com capacidade para 58 leitos, sendo 44 clínicos, 10 Unidades de Tratamento Intensivo (UTI's) e 4 semi-intensivos, contará com uma equipe multiprofissional e será de retaguarda para receber pacientes estáveis que necessitam de internação com suporte clínico e supervisão médica e de enfermagem.

O atendimento no centro vai ser direcionado aos pacientes com o quadro menos grave da doença. Mas, a unidade tem condições de dar o suporte avançado para estabilizar e transferir o paciente para o Centro de Atendimento Intensivo Covid-19 I, na zona sul de Macapá.

Além das parlamentares, estavam presentes senadores, deputados federais, o prefeito de Macapá, Clécio Luís, e o governador Waldez Góes.

Fotos: Eddie Martins

Facebook Twitter Google+ Email Addthis
DEPUTADOS