Logotipo

30/03/2021 - 09:32:57 - atualizado em 30/03/2021 às 09:34:39

Waldez Góes protocola projeto para garantir benefícios e minimizar o impacto da pandemia do coronavírus na economia

WhatsApp Image 2021-03-30 at 09.07.40

O governador do Amapá, Waldez Góes (PDT), protocolou no início da noite de segunda-feira (29/3/2021) na Assembleia Legislativa, um Projeto de Lei que garante benefícios, entre eles, a criação de um auxílio emergencial a donos de bares, restaurantes, lanchonetes e transportadores escolares. A iniciativa faz parte do pacote de 19 medidas, denominado de medidas de proteção à vida e a economia, já anunciadas pelo governo.

A matéria ainda contempla os beneficiários do Programa Renda Pra Viver Melhor. O governo vai antecipar o pagamento do benefício referente à décima terceira parcela paga anualmente; além de aportes para as Companhias de Água e Esgoto e Eletricidade, referente a pagamento de contas.

O texto autoriza o governo a fazer um aporte inicial para o Fundo de Aval no valor de R$ 3 milhões para facilitar o acesso às linhas de crédito voltadas para a retomada da economia, afetada pela pandemia.
WhatsApp Image 2021-03-30 at 09.07.40 (1)
"Eu anunciei 19 medidas, das quais algumas eu tenho o amparo legal para garantir de imediato o benefício à sociedade; outras necessitam de base legal, de aprovação do parlamento estadual por isso eu protocolei o projeto nesta Casa de Leis, até mesmo por se tratar de medidas emergenciais", explicou o governador após protocolar a matéria, na condição de urgência, urgentíssima.

Em seguida, Waldez Góes se reuniu com os parlamentares. Fez uma explanação aos deputados do pacote de 19 medidas, já anunciadas, como a prorrogação do prazo para o recolhimento do IPVA, Refis do ICMS, revisão de alíquotas de combustível e de bares e restaurantes.

De acordo com o pacote de medidas do governo, a alíquota do combustível sai de 25% para 17%, uma redução de 8%. Enquanto que a redução de bares e restaurantes foi de 16%. Sai de 18% para 2%. Confirmou, também, a antecipação do décimo terceiro do servidor público.

Por outro lado, Waldez Góes solicitou aos deputados para que aprovem a propositura sem alteração e garante que o estado está no limite fiscal. "Todos os benefícios serão arcados com recursos do tesouro e estamos no nosso limite fiscal e o pacote faz parte de um estudo e as medidas variam de acordo com a necessidade; tem medidas com duração de apenas trinta dias, sessenta dias e outras que se prolongam por mais tempo", explicou, reforçando o pedido para que os legisladores acelerem a tramitação do processo.

O segundo o vice-presidente da Casa, deputado Max da AABB (SD), o projeto deve entrar já na pauta da sessão desta terça-feira (30) para leitura e em seguida seja encaminhado às comissões. "Já acertamos que logo após a leitura da matéria, a propositura seja encaminhada às comissões as quais nos comprometemos a nos reunirmos já pela parte da tarde para aprovação do parecer para que o projeto retorne ao plenário para aprovação em sessão extraordinária", adiantou.

O parlamentar adiantou que o texto original do projeto deve ser mantido nas comissões. "Vamos manter até porque o governador se prontificou aqui com os deputados se tiver alguma injustiça, alguma categoria que necessite e não está contemplada que ele irá encaminhar a esta Casa um novo Projeto de Lei para que essas pessoas sejam contempladas", justificou. 

Fotos: Emerson Renon

Facebook Twitter Google+ Email Addthis

Parlamentares

VER COMISSÕES

Dep. Jaime Perez
Dep. Dr. Negrão
Dep. Cristina Almeida
Dep. Jesus Pontes
Dep. Júnior Favacho
Dep. Zezinho Tupinambá
Dep. Jack JK
Dep. Edna Auzier
Dep. Aldilene Souza
Dep. Pastor Oliveira
Dep. Dr. Victor
Dep. R. Nelson Vieira
Dep. Doutor Jaci
Dep. Telma Nery
Dep. Telma Gurgel
Dep. Alliny Serrão
Dep. Raimunda Beirão
Dep. Jory Oeiras
Dep. Charly Jhone
Dep. Max da AABB
Dep. Paulo Lemos
Dep. Paulinho Ramos
Dep. Kaká Barbosa
Dep. Diogo Senior