Por Jane Barbosa
22/10/2021 - 16:48:41 - atualizado em 27/10/2021 às 09:23:19

Live trata da importância do autoexame que pode salvar vidas

IMG-20211022-WA0071

Procuradoria da Mulher da Assembleia Legislativa do Amapá realizou, na tarde de quinta-feira (21/10/2021), a live "A vida em um toque" no Mercado Central de Macapá, com o objetivo de levar a campanha Outubro Rosa e falar da importância do autoexame que pode salvar vidas.

Para a empreendedora Célia Abreu, que há 14 anos trabalha no mercado, esta é a primeira vez que uma ação assim acontece no local, que levou informação e instrução sobre o autoexame e o câncer de mama.

"eu já tenho 62 anos e ainda não aprendi direito fazer o autoexame, e hoje entendo que a mulher tem que se valorizar. Me sinto muito feliz que a Procuradoria da Mulher está aqui e é muito importante a gente aprender mais e mais e se valorizar. Nós mulheres precisamos procurar entender nossos direitos e se cuidar para no futuro ser uma grande mulher", disse Célia.

O evento contou com a participação das parlamentares estaduais da Procuradoria da Mulher, deputada Edna Auzier ? Procuradora Titular e as deputadas Telma Gurgel e Aldilene Souza - Procuradoras adjuntas.

Foi convidado para participar: o mastologista do Hospital de Amor, dr. Marcelo Moura, a diretora do Hospital de Clínicas dr. Alberto Lima (HCAL) - Cleidione Costa e o gerente administrativo da Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) - Igor Santana.
IMG-20211022-WA0072
Esta live é mais uma ação da agenda da Procuradoria da Mulher, que tem visitado instituições que realizam trabalhos voltados para a temática do câncer, como o Hospital de Amor e o Instituto Joel Magalhães. E nesta quinta-feira, realizou este evento no centro da capital, levando os profissionais da área para palestrar e ensinar como as mulheres podem realizar o autoexame de maneira correta e ainda como podem estar identificando sinais e sintomas.

A deputada Edna Auzier destacou as conquistas que a Procuradoria já conseguiu neste mês de outubro, como a rota de ônibus que possibilite um melhor acesso ao Hospital de Amor e a destinação de recursos da emenda impositivas para as instituições que desenvolve trabalhos voltados para o diagnóstico e atendimentos aos pacientes de câncer.

"A Procuradoria da Mulher vem hoje ao Mercado Central conscientizar e falar sobre o câncer de mama. E que através de um toque essa mulher poderá ter uma vida melhor e com mais saúde. Esse trabalho hoje em meio a estes empreendedores é mais uma ação alusiva a campanha do Outubro Rosa", disse a deputada Aldilene Souza.

Dr. Marcelo Moura Fé, mastologista do Hospital de Amor palestrou sobre o trabalho desenvolvido pelo Hospital e esclareceu sobre o tema câncer de mama. Após a explanação ele ensinou como a mulher deve realizar o autoexame em casa e procurar atendimento se identificar algo diferente. Destacou que o autoexame não substitui a mamografia, que é o exame adequado para identificar tumores pequenos.

"o autoexame é um grande auxiliar no diagnóstico precoce. A mulher inicia se conhecendo, se tocando e caso identifique algo diferente no toque, ela procura o médico para ajudar a diagnosticar a alteração," destacou o médico.

Ao final do evento foi realizada uma aula especial de fitdance com o professor Gabriel, que complementando que o cuidado com a saúde perpassa pela realização de atividade física que proporciona uma melhor qualidade de vida física e da mente.

"A programação da Procuradoria traz ao mercado central a informação sobre o trabalho que é desenvolvido pelas parlamentares da Assembleia Legislativa, além de dividir conhecimento através da palestra do médico sobre a importância do autoexame, do trabalho do Hospital de Amor. E hoje, além de palestra, a aula de fitdance mostra que a atividade física também é uma grande aliada à saúde da mulher", declarou a deputada Edna Auzier.

A Procuradora Titular informou que estão buscando uma parceria com o Hospital de Amor para que a carreta que realiza a mamografia, chegue até o mercado central para realizar o exame nesta mulher que trabalha no mercado ou na feira e que não tem tempo para ir até o hospital realizar o exame.

Fotos: Kitt Nascimento/Gerson Barbosa

Facebook Twitter Google+ Email Addthis
DEPUTADOS